progenie, engenharia, engineering, reforço estrutural, ensaios não destrutivos, diagnóstico imobiliário, análise estrutural, reforço de estruturas com fibras de carbono
A CARREGAR...
LOADING...
array (
  'tipo_de_link' => 'category',
  'alvo_do_link' => false,
  'categoria' => 
  WP_Term::__set_state(array(
     'term_id' => 5,
     'name' => 'Fichas Técnicas',
     'slug' => 'fichas-tecnicas',
     'term_group' => 0,
     'term_taxonomy_id' => 5,
     'taxonomy' => 'category',
     'description' => '',
     'parent' => 0,
     'count' => 0,
     'filter' => 'raw',
     'term_order' => '2',
  )),
)
Fichas Técnicas
array (
  'tipo_de_link' => 'category',
  'alvo_do_link' => false,
  'categoria' => 
  WP_Term::__set_state(array(
     'term_id' => 4,
     'name' => 'Notícias',
     'slug' => 'noticias',
     'term_group' => 0,
     'term_taxonomy_id' => 4,
     'taxonomy' => 'category',
     'description' => '',
     'parent' => 0,
     'count' => 14,
     'filter' => 'raw',
     'term_order' => '1',
  )),
)
Notícias
array (
  'tipo_de_link' => 'page',
  'alvo_do_link' => 
  WP_Post::__set_state(array(
     'ID' => 27,
     'post_author' => '1',
     'post_date' => '2014-11-17 15:12:23',
     'post_date_gmt' => '2014-11-17 15:12:23',
     'post_content' => '',
     'post_title' => '[:pt]Contactos[:en]Contacts[:fr]Contacts[:]',
     'post_excerpt' => '',
     'post_status' => 'publish',
     'comment_status' => 'closed',
     'ping_status' => 'closed',
     'post_password' => '',
     'post_name' => 'contactos',
     'to_ping' => '',
     'pinged' => '',
     'post_modified' => '2019-11-23 12:20:40',
     'post_modified_gmt' => '2019-11-23 12:20:40',
     'post_content_filtered' => '',
     'post_parent' => 0,
     'guid' => 'http://www.progenie-engineering.com/?page_id=27',
     'menu_order' => 6,
     'post_type' => 'page',
     'post_mime_type' => '',
     'comment_count' => '0',
     'filter' => 'raw',
  )),
  'categoria' => '',
)
Contactos
 
REFORCOESTRUTURAL.png Progenie Engenharia
 

O número cada vez mais vasto de infraestruturas construídas, o seu envelhecimento contínuo e frequentes alterações estruturais e/ou de serviço, tornam necessárias intervenções com vista à sua manutenção e reabilitação, que incluem frequentemente ações de reparação, reforço e/ou consolidação. Neste âmbito, o desenvolvimento verificado na área da avaliação estrutural é essencial para suportar a tomada de decisão quanto à melhor estratégia de conservação a adotar.

Neste âmbito, a PROGENIE ENGINEERING participa nas seguintes atividades:

  • Protecção de betão
    A Proteção de Betão deve seguir a metodologia recomendada nas normas existentes, onde são definidos vários princípios de reparação e proteção do betão, em função do tipo de anomalias e respetivas causas.

    Considerando estes parâmetros, são apresentados vários tipos de ações (processo físico, químico ou eletroquímico) que podem ser utilizados para prevenção ou estabilização do processo de deterioração apresentado.

    As normas existentes indicam a seguinte metodologia para proteção do betão:
    (i) Escolher o princípio mais adequado em função da deterioração apresentada;
    (ii) Escolher o método de proteção mais adequado, satisfazendo o princípio adotado;
    (iii) Escolher os materiais/produtos mais adequados em função das normas aplicáveis;
    (iv) Definição dos requisitos de controlo da qualidade, durante e após os trabalhos.

    O sucesso dos métodos de proteção dependem não apenas de uma boa seleção mas também do tipo e extensão da deterioração, da conformidade do projeto e especificações, assim como das boas práticas aplicadas na execução dos trabalhos.

    Alguns dos métodos de proteção do betão armado mais comuns incluem: sistemas de proteção da superfície (impregnação e revestimentos); proteção catódica; extração eletroquímica de cloretos; realcalinização do betão; e utilização de inibidores da corrosão.
  •  
  • Reparação Estrutural e Não Estrutural
    A deterioração das estruturas pode ter diferentes origens, sendo que anomalias similares podem ser causadas por vários mecanismos de deterioração, principalmente quando se trata de estruturas de betão. A inspeção estrutural, realizada previamente à reparação, é essencial para um bom entendimento das anomalias e respetivas causas, permitindo o desenvolvimento de metodologias apropriadas de reparação.

    As metodologias de Reparação Estrutural e Não Estrutural devem satisfazer os requisitos de desempenho do material nas condições ambientais de exposição. Assim, é importante considerar as propriedades dos materiais por questões de compatibilidade, não apenas com o ambiente de exposição mas também dos materiais novos com os existentes.

    No caso de reparações estruturais, é ainda fundamental ter um bom entendimento do funcionamento do sistema estrutural bem como do tipo/função dos elementos danificados e respetivas solicitações. A aplicação de qualquer método de reparação deve seguir as normas ou recomendações existentes.

    Os métodos de reparação mais utilizados referem-se à substituição/reposição de material, injeção de argamassas (nas estruturas de betão e de alvenaria) e desempenamento de elementos metálicos (nas estruturas metálicas).
  •  
  • Reforço estrutural
    O Reforço Estrutural refere-se à introdução de novos elementos, na estrutura original, para fazer face a problemas de deterioração ou a alterações de função da estrutura. Podem ser aplicadas várias medidas de reforço, em função da degradação apresentada e do comportamento da estrutura, tanto antes como após as intervenções. Muitas vezes, as construções objeto de reforço são bastante antigas e têm valor patrimonial, pelo que, nestas situações, é necessário considerar métodos e soluções capazes de preservar a sua estética.

    As especificações das medidas de reforço devem ser bem definidas, em função do seu objetivo e do tempo de vida útil pretendido para a estrutura. Para tal, poderá ser necessário recorrer a estudos complementares, tais como, estudos geotécnicos, hidráulicos e de tráfego, de forma a ser possível proceder a uma correta avaliação da segurança estrutural, que servirá de base à seleção da(s) medida(s) mais adequada(s).

    As medidas de reforço podem incluir a adição de elementos (e.g. placas de aço, FRP, etc.), pré/pós-esforço, pregagens, encamisamento dos apoios e outras medidas, em função da especificidade de cada caso.
  •  
  • Protecção e prevenção contra a corrosão
    A corrosão é um dos principais mecanismos de deterioração das estruturas metálicas, sendo fundamental a sua proteção para que atinjam o tempo de vida útil projetado. A Proteção e Prevenção contra a Corrosão pode ser efetuada através de diferentes sistemas de proteção, sendo os mais usuais a aplicação de sistemas de revestimento.


    Os sistemas de revestimento permitem o controlo da corrosão por diferentes formas, nomeadamente:
    • Ação barreira física – isolamento do substrato metálico, proporcionado pelo revestimento, relativamente ao ambiente de exposição;
    • Inibição química – através da introdução de inibidores de corrosão nos esquemas de pintura;
    • Proteção galvânica – através da proteção sacrificial do substrato metálico com um metal de potencial mais ativo (revestimentos metálicos).

    Existem ainda novas tecnologias de revestimento (e.g. revestimentos nanoestruturados) que permitem uma melhoria de desempenho dos sistemas de proteção, proporcionando uma maior eficácia e durabilidade às estruturas.

    Outra forma usual de proteção contra a corrosão refere-se à proteção catódica. Este método envolve alterações do potencial do metal do substrato, seja através de corrente impressa ou por ação galvânica com a ligação a um metal de potencial mais ativo (ânodo).

    A seleção do sistema de proteção mais adequado deve ser realizada considerando os requisitos necessários, tais como: tipo de estrutura, preparação de superfície, custo, produção, desempenho, manutenção, ambiente de exposição, etc.
    O sistema de proteção ótimo pode ainda envolver a aplicação de sistemas de revestimento e de proteção catódica. Nota ainda para a preparação de superfície, que é essencial para uma boa adesão e desempenho dos sistemas de revestimento, devendo ser alvo de especial atenção.
  •  
  • Selagem e consolidação
    A Selagem e Consolidação é aplicável a estruturas de betão e de alvenaria, com o objetivo de restabelecer as propriedades monolíticas e de durabilidade dos elementos estruturais.
    Consiste essencialmente na injeção de argamassas em forma de calda, ou resinas, que podem ser aplicadas de forma localizada ou generalizada na estrutura, com o objetivo de preenchimento de vazios interiores e/ou selagem de fendas existentes.

    A restauração das características mecânicas iniciais do material a ser reparado pode ser realizada através da injeção (i) de forma superficial, para restabelecer a coesão entre elementos de superfície, ou (ii) em profundidade, para melhorar o comportamento estrutural através da reposição da sua capacidade resistente.

    A presente técnica pode ser aplicada a diferentes tipos de elementos mas é necessário ter especial atenção quando se trata de fundações. A reparação deste elemento envolve um trabalho muito especializado, que pode envolver uma peritagem geotécnica.
  •